Legal

BCAA: Qual o Melhor em Pó (Powder) ou em Cápsulas?

Atualizado em 15/06/2017

Nos anos recentes suplementos de BCAA tem sido considerado por atletas e profissionais de saúde como muito importantes para criar e manter músculos. Estudos mostram que aminoácidos de cadeia ramificada são essenciais para a manutenção e bom funcionamento muscular, e nem sempre conseguimos as quantidades recomendadas através de nossa alimentação.

costas-fortes

Costas hipertrofiadas com baixo nível de gordura

Quando se está fazendo cutting, você não está apenas perdendo gordura, mas também massa muscular, e é por isso que é tão importante consumir aminoácidos de cadeia ramificada para repor esse déficit. Dessa forma você preserva a massa muscular que você tanto ralou para conseguir enquanto queima gordura.

BCAA é o segredo de fisiculturistas profissionais, já que eles têm que manter níveis baixíssimos de gordura corporal enquanto mantém uma musculatura invejável para a maioria de nós.

O Que é?

BCAA vem do inglês Branch Chain Amino Acids, aminoácidos são os blocos que constroem os músculos, cada amino ácido tem um grupo de amino (NH3) em uma ponta, e ácido carboxílico do outro, e no meio um grupo de C-H (carbono-hidrogênio). As diferenças na carga e na estrutura do aminoácido afeta seu formato e as funções das proteínas construídas através delas.

Há 8 aminoácidos que o corpo não produz, que são isoleucina, leucina, lisina, metionina, fenilalanina, treonina, triptófano e valina. Esses são chamados de aminoácidos essenciais pois eles devem ser consumidos sejam pela alimentação ou suplementação.

Outros dois aminos que são produzidos pelo corpo são arginina e histidina, e eles são considerados mais importantes em crianças, pois seus corpos desenvolvem de forma muito rápida e corpo não consegue sintetizá-los rápido o suficiente.

Para o que serve? Define?

Ele serve para auxiliar na sintetização de outros aminoácidos necessários para ação anabólica muscular, em termos simples, a combinação de aminoácidos simples formam um complexo tecido muscular.

Suplementos como esse são imprescindíveis para quem está fazendo dieta e não quer perder massa magra, isso é devido a sua propriedade anticatabólica que previne a proteína de ser quebrada para ser usada como fonte de energia durante a atividade física e/ou repouso.

Resumindo, serve tanto para ajudar a construir novas fibras musculares, quanto para prevenir que haja quebra de proteína e perda muscular, o que é importante para atletas e pessoas que fazem dietas.

Quais os Benefícios?

Se você leu até aqui, com certeza já tem uma boa ideia de quais são os principais benefícios de tomar BCAA se você treina e quer manter seus resultados, seja com ou sem dieta.

Para construir músculos, a velocidade em que seu corpo sintetiza proteína deve ser mais rápido do que a velocidade que seu corpo quebra proteína para energia. E faz com que a balança penda em favor a maior velocidade de sintetização de proteína, evitando estado catabólico, fizemos uma lista para você conferir todos os benefícios:

  • Aumenta a velocidade da síntese proteica
  • Reduz a quebra de proteína dos tecidos musculares
  • Evita perda muscular no estado catabólico
  • Reduz cansaço e fadiga muscular
  • Aumenta a estamina muscular
  • Ajuda na recuperação dos músculos pós-treino
  • Ajuda a aumentar a massa muscular

Eles devem fazer parte da suplementação todo atleta, seja profissional ou não, pois até pessoas que não fazem atividades físicas podem ter benefícios em tomar regularmente.

Outro ponto positivo é o seu preço, sendo um dos suplementos mais acessíveis e com melhor custo benefício.

Tem efeitos colaterais?

Aminoácidos fazem parte do nosso corpo, e, portanto, suplementar aminoácidos não trará nenhum efeito colateral, muito menos há contraindicações.

Se sua dieta é fraca em carnes (vermelha ou branca), vegetais e folhas verdes, talvez seja uma boa ideia começar a suplementar para suprir a carência de aminoácidos essenciais no seu corpo.

Como tomar?

São fáceis de serem tomados e não necessitam receita para comprar, geralmente no lacre do produto que você escolher haverá a posologia ideal.

Cada marca tem sua própria metodologia, porque há alguns suplementos com níveis maiores de aminoácidos, enquanto os mais baratos contêm menos aminoácidos e você tem que tomar mais para somar a quantidade necessária para seu corpo.

É pratica comum tomar 2 cápsulas antes do treino, e 2 cápsulas pós treino, pois assim você protegerá seus músculos de fadiga durante o treino, e as cápsulas pós treino ajudam na recuperação muscular.

Quanto custa?

O valor depende da matéria prima, se for importada geralmente é mais cara (como tudo no Brasil). Os preços variam de R$ 50 a até R$ 300 reais, as marcas mais famosas no Brasil são IntegralMedica, Max Titanium, MidWay, ON (Optimum Nutrition), Probiotica, Arnold Nutrition e Growth Suplementos.

Outro fator que diferencia os preços é a forma que são feitos, existem BCAA em pó e em tabletes/cápsulas. A diferença entre em pó e em cápsulas está no preço, dosagens e tempo que seu corpo levaria para consumi-lo.

Cápsulas de demoram um pouco mais para serem digeridas e entrarem na corrente sanguínea, enquanto o pó é mais imediato. Além de que certas pessoas têm dificuldades em ingerir cápsulas por serem muito grandes, e o em pó é mais fácil de consumir, podendo ser adicionado até mesmo no Whey, vitaminas, e etc. sem alterar muito o gosto.

Qual o melhor BCAA do mercado em cápsulas?

BCAA 1000 Optimum Nutrition

B.C.A.A. 1000 Caps Optimum Nutrition

Uma das marcas mais conceituadas importada é a Optimum Nutrition, o seu BCAA 1000 é excelente e considerado o melhor BCAA do mercado em 2017 (compre pelo menor preço).

O ponto negativo é o preço, por ser importado, ele sai próximo de R$ 70 por 60 cápsulas, que dá para um mês se você tomar apenas 2 cápsulas por dia (antes ou depois do treino). O pote com 200 cápsulas sai por quase R$ 200.

Porque escolhemos: por tradição e confiabilidade da marca.

Qual o melhor BCAA em pó do mercado?

aminotank-midway

B.C.A.A. em pó Aminotank Midway com desconto!

BCAA em pó não é muito difundido no Brasil, muitos preferem o tablete/cápsulas devido ao custo ser menor. Devido a isso, escolhemos o Amino Tank da MidWay (veja o menor preço), uma medida de 5g tem 3500mg de aminos (os outros têm 2500mg), quanto mais aminoácidos tiver em uma dose, melhor é, e mais tempo irá durar seu pote.

Os aminos em pó geralmente vêm com sabor, pois aminoácidos não tem gosto agradável para ser tomado na água, esse que mencionamos não é diferente e tem sabor de limonada, o que foi aceito por grande parte dos marombeiros(as).

Esse é importado, e custa entre R$ 100 e R$ 150, e contem 300g. Tomando somente um scoop de 5g por dia (o que é aceitável pela quantidade de aminoácidos), ele irá durar 60 dias.

Porque escolhemos: Confiabilidade e tradição da marca.

Qual o BCAA com o melhor custo benefício?

Max-Titanium-2400

BCAA 2400 Max Titanium

Se você deseja o melhor levando em consideração custo benefício, existe o BCAA 2400mg da Max Titanium, em que 200 cápsulas está entre R$ 65 e R$ 80 (compre com desconto). Você também pode optar por comprar 450 cápsulas desse mesmo pelo valor de R$ 115 à R$ 150 reais (compre pelo menor preço).

bcaa-top-integralmedica

TOP da IntegralMedica

Em segundo, o Amino BCAA TOP da IntegralMédica também é uma opção interessante, vem com 150 tabletes e custa entre R$ 50 e R$ 70 (compre pelo menor preço).

Porque escolhemos: pelo preço, quantidade de vendas, e confiabilidade da marca no Brasil.

Conclusão

Se há uma lição a ser tirada desse artigo é que todos podem se beneficiar de suplementar, com opções que cabem em vários orçamentos. Fazer academia sem suplementar é possível, mas se os suplementos estão aí para ajudar, porque não usar?

Se a grana estiver curta, comece investindo em um BCAA e consiga proteína através da alimentação anabólica. Você irá ter mais energia e força durante os treinos e recuperação mais rápida!

Referências:

  1. Blomstrand et al., Influence of Ingesting a Solution of Branched Chain Amino Acids on Perceived Exertion During Exercise, Clin. Sci.:87, 52, 1994.
  2. Carli et al., Changes in the Exercise Induced Hormone Response to Branched-Chain Amino Acids, Eur. J. Appl. Physiol.: 64, 272, 1992.
  3. Goldberg, A., The Regulation and Significance of Amino Acid Metabolism in Skeletal Muscle, Fed. Proc.: 37, 2301, 1978. [
  4. Goto, Masaru; Miyahara, Ikuko; Hayashi, Hideyuki., Crystal Structures of Branced-Chain Amino Acid Aminotransfease Complexed with Glutamate and Glutarate: True Reaction Intermediate and Double Substrate Recognition of the Enzyme. Biochemistry (American Chemical Society) v. 42 no. 14 (April 8 2003) p. 3725-33.
  5. Kelley, G., Nutrition: A Review of Selected Nutritional Supplements for Bodybuilders and Strength Athletes, Med. Rev.: 2, 184, 1997.
  6. McLean et al., Branched-Chain Amino Acids Augment Ammonia Metabolism While Attenuating Protein Breakdown During Exercise, Am. J. Physiol.: 267, E1010, 1994.
  7. Mero A, Leucine Supplementation and intensive training. Sports Med. 1999:27:(6):347-358
  8. Mero A, et al. Leucine supplementation and serum amino acids, testosterone, cortisol and growth hormone in male power athletes during training. J.Sports Med Phy Fitness 1997:37(2):137-45
  9. Mitchell, J., DiLauro, P., Pizza, F. & Cavender, D. (1997). The effect of pre-exercise carbohydrate status on resistance exercise performance. International Journal of Sport Nutrition, 7, 185-196.
  10. Nellis, Mary M.; Doering, Christopher B.; Kasinski, Andrea. Insulin increases branched-chain a-ketoacid dehydrogenase kinase expression in Clone 9 rat cells. American Journal of Physiology v. 283 no. 4 (October 2002 pt1) p. E853-60.
  11. Plaitakis et al., Pilot Trial of Branched-Chain Amino Acids in Amyotrophic Lateral Sclerosis, Lancet: i., 1015, 1988.
  12. Riazi, Roya; Wykes, Linda J.; Ball, Ronaold O. The Total Branched Chain Amino Acid Requirement in Young Healthy Adult Men Determined by Indicator Amino Acid by Use of L-(1-13C) Phenylalanine. The Journal of Nutrition v. 133 no. 5 (May 2003) p. 1383-9.
  13. Sapir, D., Nitrogen Sparing Induced early in Starvation by BCAA, Metabolism: 26, 301, 1977.
  14. Van Hall et al., Supplementation with Branched-Chain Amino Acids and Tryptophan and Effect on Performance During Prolonged Exercise, Clin. Sci.: 87, 52, 1994.
  15. William, Alun. Metabolic Effects of Ingestion of L-Amino Acids and Whole Protein. Journal of Nutritional Medicine, vol. 4, pp. 311-319, 1994).

Comentários

comentários

Comments are closed.